vinimoreira.com.br
e-mail: contato@vinimoreira.com.br

Filme - Thor



"Aquele que empunhar este martelo, se for dignopossuirá o poder de... Thor

Aiya! Saudações Élficas meus amigos! Lian de volta pra comentar sobre esse memorável filme, e claro, como fã e consumidor de quadrinhos, estou muito satisfeito com o resultado.

Thor é um dos personagens de quadrinhos mais ricos em conteúdo, justamente por ter sua base nos mitos nórdicos. A gama de histórias é gigantesca, mas como introduzir um personagem tão fantasioso ao cinema e ao mesmo tempo agradar aos fãs? Oras, não tem segredo, basta saber contar bem uma história, o que mais uma vez o Studio Marvel fez muito bem.

Convenhamos, se você é fã das histórias do Thor e viu o filme, tem que concordar comigo que a história foi deveras bem contada, tudo está no seu lugar. No começo do filme conhecemos a raça imponente dos Asgardianos, (que diga-se de passagem, estão muito bem caracterizados) um povo glorioso comandados pelo Pai de Todos, Odin (a escolha de Anthony Hopkins para o papel foi perfeita, o velhote representou xD). Asgardianos que tempos atrás guerrearam contra a raça de gigantes de gelo do Rei Laufey, porém, tempos depois entraram numa trégua. Isso até o jovem arrogante e impetuoso Thor decidir por um fim nela.


"I have no plans to die today"

A Batalha contra os gigante de gelo é incrível! Simplesmente épica. Ver o Thor jogando o seu poderoso martelo Mjolnir e puxando de volta não poderia faltar, assim como a girada clássica do martelo antes de alçar vôo. 



As cenas que se passam na terra, apesar de não terem o peso das de Asgard, não perdem seu mérito. Aliás, muitas cenas ganham um tom mais cômico, sem deixar o filme piegas. A personagem Jane Foster (Natalie Portman), consegue passar aquele ar de princesinha moderna de uma terra estranha (até ser banido por seu pai, Thor não conhecia a terra) e na minha humilde opnião, foi por isso que o poderoso Thor se apaixonou por ela. Pessoas de reinos diferentes que acabam tendo um romance, soa bem Shakesperiano não? Pois é, culpem o direto do filme: Kenneth Branagah, o cara se interessou pelo filme justamente por achar que ele tem uma pegada Shakesperiana.



Assim como no primeiro filme do Homem de Ferro, fiquei com vontade de quero mais, achei a batalha final um tanto curta, mas como disse lá em cima, este filme é uma história bem contada e não poderia atropelar nada, cada cena tem seu peso, inclusive o clima dramático do final e a cena pós-créditos do filme, aliás, fiquem para ver a cena pós-créditos, como já é de costume nos filmes da marvel, o legal é que toca uma música do novo álbum do Foo Fighters enquanto desce os créditos. 8D

Quando saí da sala de cinema, tive uma sensação boa e uma ruim.

A boa é que vai ser incrível ver em 2012, Homem de Ferro, Thor, Capitão América e Hulk no mesmo filme (Vingadores). 



Rolam boatos na internet que haverá uma luta entre Thor e o Hulk! Imaginem só a pancadaria pessoal!

A sensação ruim é que, porra! (desculpem gente) como os direitos do filme dos X-Men, Homem-Aranha e Quarteto Fantástico pertencem a Fox, dificilmente veremos esses heróis no universo dos Vingadores, triste não? 


Agora vamos esperar pra ver "Primeiro Vingador: Capitão América" nos cinemas em julho e rezar pra que ele cumpra seu papel e não nos decepcione! Afinal, desafio mesmo vai ser contar a história de um super-soldado que se veste com a bandeira dos estados unidos... e aí? o que vocês acham?


Outra observação que não poderia faltar: O novo filme do Superman sai em 2012, pelas mãos do visionário Zack Snyder (Sucker Punch, 300, Watchman). Depois de ver Thor, um personagem que se equipara em poder com o Super, espero que o Snyder crie batalhas tão boas quanto, no vindouro filme do azulão! 

0 Pessoas deixaram um comentário? o_O: